Imprimir
Contacte-nos.
Mercedes-Benz GLE com excelente classificação

A Mercedes-Benz obteve aprovação no teste dos sistemas de assistência realizado pelo Euro NCAP para a condução semiautónoma (SAE Nível 2) com uma classificação de "muito bom". A Mercedes-Benz foi representada pelo modelo GLE SUV, que inclui o pack Driving Assistance e o pack Driving Assistance Plus, tendo passado no teste com um excelente resultado de 174 pontos (87% da pontuação total) face a nove modelos de marcas concorrentes de várias classes de veículos, incluindo dois outros automóveis do segmento premium.

O pack de assistência à condução do Mercedes-Benz GLE inclui diversas funções que permitem uma condução semiautónoma, que permitem reduzir consideravelmente o esforço do condutor em várias situações de condução no dia-a-dia. Os sistemas modernos avisam o condutor em caso de uma iminente colisão e intervêm, por exemplo, através da travagem de emergência autónoma para reduzir a severidade de possíveis colisões ou até evitá-las de todo.

O Euro NCAP elogiou particularmente o facto de se tratar de sistemas de cooperação que apoiam, ao invés de assumirem por completo as funções do condutor. Por exemplo, o Active Steering Assist pode apoiar o condutor a manobrar a direção durante a realização de curvas. Até à velocidade de 130 km/h, não depende necessariamente das marcas rodoviárias claramente nítidas, mas pode continuar a intervir ativamente mesmo quando as marcas rodoviárias não são nítidas (por ex., em caso de obras de conservação da estrada) ou até no caso de não existirem de todo. Desta forma, o sistema poderá reduzir efetivamente o esforço do condutor e apoiá-lo especialmente em situações de trânsito congestionado. O condutor poderá fácil e intuitivamente anular a intervenção do sistema em qualquer momento e, portanto, poderá executar totalmente as tarefas de condução. A transição intuitiva e harmoniosa entre o apoio do sistema e a condução não apoiada faz parte do carácter de cooperação do pack de assistência à condução da Mercedes-Benz. Por esta razão, o Mercedes-Benz GLE recebeu a máxima pontuação e classificou-se em primeiro lugar no teste "Envolvimento do Condutor". Foi salientado que a designação e a comunicação da Mercedes-Benz relativa ao GLE não sugerem sistemas autónomos, identificando-os claramente como sistemas de assistência. Contexto: com sistemas de condução parcialmente autónoma, o condutor desempenha uma função ativa e deve executar a tarefa de condução permanentemente. Na Mercedes-Benz, os sistemas são concebidos para cooperarem, de modo a que seja criada a melhor ligação juntamente com o condutor ao volante. Desta forma, a marca oferece aos seus clientes segurança, conforto e assistência à condução. No teste "Assistência ao Veículo e Apoio de Segurança", que avalia o desempenho técnico dos sistemas, o Mercedes-Benz GLE também obteve o melhor resultado.

 

 

Clique para listar as tarefas